Bocejar pode Ajudar o Cérebro a Relaxar

O propósito de bocejar é muito debatido, mas um novo estudo sugere que as pessoas bocejam para resfriar o cérebro.

 

Um novo estudo sugere que bocejar pode ser uma maneira natural de regular a temperatura do cérebro.

 

Pesquisadores americanos examinaram a frequência de bocejos entre 80 pessoas no inverno e outras 80 pessoas no verão e encontraram variações sazonais.

 

Bocejar é conhecido por ser “contagioso”, os pesquisadores apontaram. Depois de ter mostrado imagens de outras pessoas bocejando, quase metade dos participantes bocejavam ao ar livre no inverno, em comparação com menos de um quarto enquanto ao ar livre no verão, de acordo com o relatório publicado ontem 22 de setembro na revista Frontiers in Evolutionary Neuroscience.

 

A descoberta de que as pessoas bocejam com menos frequência no verão, quando as temperaturas externas geralmente excedem a temperatura corporal, sugere que o bocejo funcione como um mecanismo de resfriamento natural do cérebro, disseram os pesquisadores da Universidade de Princeton e da Universidade do Arizona.

 

“Isso fornece apoio adicional para a visão de que os mecanismos que controlam a expressão do bocejo estão envolvidos na fisiologia termorregulatória. Apesar das numerosas teorias postas nas últimas décadas, muito pouca pesquisa experimental tem sido feita para descobrir a função biológica do bocejo, e ainda não há consenso sobre sua finalidade entre a dúzia de pesquisadores que estudam o tema hoje “, disse o líder do estudo Andrew Gallup, associado de pesquisa pós-doutorado no departamento de ecologia e biologia evolutiva de Princeton, em comunicado de imprensa da universidade.

 

“A hipótese de resfriamento cerebral ou em outras palavras termorregulatório, propõe que o bocejo pode ser desencadeado por um aumento da temperatura cerebral e que as conseqüências fisiológicas de um bocejo agem para promover o resfriamento cerebral”, acrescentou.

Bocejar pode ajudar a resfriar o cérebro através da inalação profunda de ar fresco e pelo aumento do fluxo sanguíneo para o cérebro causado pelo alongamento da mandíbula.

 

“De acordo com a hipótese de resfriamento do cérebro, será a temperatura do ar ambiente que vai dar ao bocejo toda a sua utilidade. Então o bocejo deve ser contraproducente. Assim podemos dizer que pode haver uma “janela térmica” ou uma gama relativamente estreita de temperaturas ambiente em que se pode esperar maiores taxas de bocejo “, explicou Gallup.

Comments are closed